Pequenas empresas contratam mais do que as de grande porte

Da redação

De acordo com dados da pesquisa do IBGE divulgada hoje, 18, entre os 73,7 milhões de empregadores, trabalhadores por conta própria e empregados no ano de 2016, com exceção dos funcionários do setor público e os trabalhadores domésticos, 26% trabalhavam em empreendimentos com mais de 50 funcionários, ou seja, de grande porte, enquanto no mesmo período do ano anterior o registro foi de 29%. Já o percentual daqueles que trabalhavam em empreendimentos de pequeno porte, com até 5 pessoas, subiu para 50,1% em 2016, ao contrário de 2015 em que o índice foi de 48,1%.

Em 2016, 28,9% dos empregadores ou trabalhadores por conta própria trabalhavam em empreendimentos registrados no CNPJ, uma alta de 5% com relação ao ano de 2012 quando o índice foi de 23,9%. Esse acréscimo foi registrado entre os anos de 2012 e 2016 em todas as grandes regiões brasileiras, mas em menor número no Norte, com 3,3% e, em maior expressividade no Nordeste, com 33,1% e no Sudeste com 21,1%.

Ao analisar os trabalhadores por conta própria separados dos empregadores, o estudo identificou algumas consideráveis diferenças. Em 2016, por exemplo, 18,9% dos trabalhadores por conta própria feram registrados no CNPJ, enquanto entre os empregadores esse percentual era de 82,0%.

Neste mesmo ano o registro no CNPJ foi superior entre as mulheres, o equivalente a 30% em relação aos homens cujo percentual foi de 28,4%. Já a taxa de mulheres ocupadas como conta própria com registro no CNPJ foi de 20,3% frente a 18,2% dos homens. Em relação aos empregadores, 86,1% das mulheres tinham registro no CNPJ, enquanto entre os homens este percentual era de 80,2%.

Em todos os anos da série, grande parte dessas pessoas com ocupações estavam em empreendimentos de pequeno porte, ultrapassando a metade em 2016 com 50,1%. Enquanto nos empreendimentos com mais de 50 pessoas, o percentual variou de 30,5%, 2013 e 2014, para 29,0% em 2015 e 26,0% em 2016.

As regiões Norte e Nordeste foram as que apresentaram maior percentual de empreendimentos de pequeno porte, 68,0% e 61,7%, respectivamente em 2016.

Já em empresas grandes, com mais de 51 funcionários, a Região Sudeste apresentou o maior percentual – 31,8% e a Norte 14,7e (14,7%), o menor.

Entre 2012 e 2016, a proporção de ocupados em empreendimentos de pequeno porte aumentou em todas as Grandes Regiões, sobretudo nas regiões Norte (de 60,8% para 68,0%) e Centro-Oeste (de 46,0% para 51,0%). Neste mesmo período houve redução do percentual de ocupados em empreendimento com 51 pessoas ou mais em todas as Grandes Regiões, principalmente na Norte (redução de 29,3%).